Interferência da formação continuada para o posicionamento de docentes brasileiros sobre sexualidades e gênero

Autores/as

  • Luciano Pereira dos Santos Universidade Federal de Pelotas (UFPel)
  • Márcia Ondina Vieira Ferreira Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Palabras clave:

gênero, sexualidades, formação continuada, trabalho docente

Resumen

O objetivo do estudo foi verificar as contribuições de disciplinas sobre gênero e sexualidades na formação docente continuada para os posicionamentos do professorado diante da homofobia e manifestações de homoafetividade na escola. Os dados foram recolhidos por meio de questionário aplicado a 208 docentes da rede pública de Pelotas, Brasil. Os resultados evidenciaram que tais disciplinas têm sensibilizado docentes e, com isso, provocado mudanças nas práticas educativas a favor da igualdade de direitos e da não discriminação por orientação sexual e/ou identidade de gênero. Contudo, a escassez de disciplinas sobre essas temáticas indica que há, ainda, um longo caminho a ser percorrido até que se possa dizer que em sua maioria as/os docentes por elas foram atingidas/os

Descargas

Publicado

2017-05-11

Cómo citar

Santos, L. P. dos, & Ferreira, M. O. V. (2017). Interferência da formação continuada para o posicionamento de docentes brasileiros sobre sexualidades e gênero. Revista IRICE, 29(29), 11-43. Recuperado a partir de https://ojs.rosario-conicet.gov.ar/index.php/revistairice/article/view/697

Número

Sección

Artículos libres