Universidades e cultura na ditadura militar brasileira

Autores/as

  • Rodrigo Patto Sá Motta Universidad Federal de Minas Gerais

Palabras clave:

universidades, cultura, ditadura, repressão, modernização

Resumen

O texto empreende um esforço analítico com o objetivo de compreender a essência das políticas universitária e cultural da ditadura militar brasileira, em que se observa a combinação entre ações repressivo-autoritárias e modernizadoras. Lançando mão da categoria cultura política, a proposta é mostrar que as relações do Estado com a comunidade acadêmica e cultural foram marcadas por negociações e acomodações – paralelamente às ações repressivas – e que tais estratégias estão inscritas nas tradições políticas do país, sobretudo quando estão em cena as elites sociais.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Citas

CUNHA, Luiz Antonio. “Sintonia oscilante: religião, moral e civismo no Brasil - 1931/1997”. Cadernos de Pesquisa, v.37, n.131, ago 2007, p.285-302.

GARCIA, Miliandre. Políticas culturais na ditadura militar. A gestão de Orlando Miranda no SNT e os paradoxos da “hegemonia cultural de esquerda” (1974-1979). In

NAPOLITANO, Marcos; CZAJKA, Rodrigo; e MOTTA, Rodrigo Patto Sá (org.). Comunistas brasileiros: cultura política e produção cultural. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013, pp.131-149.

HERMETO, Miriam. Olha a gota que falta: um evento no campo artístico-intelectualbrasileiro (1975-80). Tese de doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em História. Belo Horizonte, UFMG, 2010.

MAIA, Tatyana de Amaral.Os cardeais da cultura. O Conselho Federal de Cultura na ditadura civil-militar (1967-1975). São Paulo: Itaú Cultural: Iluminuras, 2012.

MICELI, Sérgio. (org.). A Fundação Ford no Brasil. São Paulo, Fapesp/Sumaré/Idesp,

______. Intelectuais à brasileira. São Paulo, Companhia das Letras, 2001.

MONTERO, Paula e Flávio Moura (orgs.). Retrato de grupo: 40 anos do Cebrap. São

Paulo, Cosac Naif, 2009.

MOTTA, Rodrigo Patto Sá.As universidades e o regime militar. Cultura política brasileira e modernização autoritária. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

______. Cultura política e ditadura: um debate teórico e historiográfico. Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 10, n. 23, p. 109 ‐ 137, jan./mar. 2018.

NAPOLITANO, Marcos. “A MPB sob suspeita: a censura musical vista pela ótica dos serviços de vigilância política”. Revista Brasileira de História, v.24, n.47, 2004,p.103-26.

______. “Vencer Satã só com orações”: políticas culturais e cultura de oposição no Brasil dos anos 1970. In Denise Rollemberg e Samantha Quadrat (orgs.). A construção social dos regimes autoritários: legitimidade, consenso e consentimento no século XX. Brasil e América Latina. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2010, p.145-74.

OLIVEIRA, Lúcia Lippi de. A cultura como campo de inovações organizacionais. Interseções,Rio de Janeiro, v. 16 n. 1, p. 90-110, jun. 2014.

ORTIZ, Renato.A moderna tradição brasileira. São Paulo: Brasiliense, 2001.

RIDENTI, Marcelo.Em busca do povo brasileiro: artistas da revolução. Rio de Janeiro,

Record, 2000.

__________.Brasilidade revolucionária: um século de cultura e política. São Paulo, Unesp,2010.

SCHWARZ, Roberto. “Cultura e política, 1964-1969”. In ______. O pai de família e outrosestudos. São Paulo, Companhia das Letras, 2008 [1978], p.70-111.

Publicado

2018-04-10